top of page

Pequenos esforços agora, grande força depois!

Para quem está sem fazer atividade física há muito tempo, ou quem não tem mesmo o hábito de se exercitar, o começo é pode ser uma tortura!

Quem nunca ficou se perguntando "por onde começar?"

Lá no meu instagram, na SÉRIE - YOGA DO ZERO, falo sobre esse início, sobre a primeira prática e esses desáfios que todo começo traz.

No início, a probabilidade de sentir dor muscular é enorme, o medo de fazer alguns exercícios perturbam,os encurtamentos mostram-se presentes, e além disso, os efeitos das dores pós-exercício faz com que muita gente desista (sobre essa questão, sugiro o post feito pelo Treinador Yasser Barros sobre DOR MUSCULAR TARDIA, no instagram).


Outro problema é a frustração, por não conseguir executar o exercício direito ou não conseguir concluir o que foi planejado.

É possível que a pessoa sinta um cansaço, impaciência, irritabilidade pela quantidade de exercícios que idealizou fazer, e que não sustentou.

Esses são alguns exemplos de obstáculos que nossos pacientes relatam, e que os distanciam da prática regular de exercícios.


Medo de lesionar, vergonha do seu corpo e de sua performance, falta de motivação, impaciência e “falta de resultados”.

A melhor maneira de enfrentar esses obstáculos está em não desistir aos primeiros sinais de negação ao que foi proposto, entender que o início é realmente mais trabalhoso, pela aprendizagem e formação dos novos hábitos.


Pequenos esforços agora, grande força depois.


Ou seja, vencer esses pequenos obstáculos será o combustível o ganho de força (não apenas física) no futuro.


Quando persistimos e conseguimos avançar no início, devemos encarar como conquista.

E quando o paciente apresenta todo receio e resistência nesta fase, vale ensina-lo a ter paciência, enfrentar o medo, motiva-lo a conquistar pequenos passos e desafios, para ganhar mais força e traçar objetivos maiores no futuro.


Boas práticas!

4 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

1 – Primeiramente, sentada numa posição com as pernas cruzadas e as costas eretas, faça seu momento de silêncio, refletindo sobre os seus dias, seu propósito, sua jornada. Coloque suas intensões de pr

bottom of page